terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Geógrafo Pedro Pinchas Geiger

A DIVISÃO DO BRASIL EM COMPLEXOS REGIONAIS 

Pedro Pinchas Geiger 

Além da divisão regional feita pelo IBGE, existe uma outra forma de regionalizar o Brasil, a partir de critérios econômicos fundamentados no processo histórico da industrialização brasileira, que não leva em consideração o limite entre os estados. Foi criada pelo geógrafo Pedro Geiger em 1967 dividindo o país em três grandes complexos regionais: Amazônia, Centro-Sul e Nordeste.
Essa forma de regionalizar o Brasil não é útil em alguns aspectos, porque as estatísticas econômicas e populacionais são produzidas por estados. Mas é importante para a Geografia, pois contribui para o entendimento do processo histórico na produção do espaço brasileiro.
O leste do Maranhão encontra-se no Nordeste, enquanto o oeste encontra-se na Amazônia. O sul de Tocantins e do Mato Grosso encontra-se no Centro-Sul, mas a maior parte desses estados pertencem ao complexo da Amazônia. O Norte de Minas Gerais encontra-se no Nordeste, enquanto o restante do território mineiro encontra-se no Centro-Sul.




Fontes: Infoescola, Coladaweb, Nova Escola (adaptado)

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

REDE SOCIAL- NETIQUETA

Queridos alunos, é muito importante entender que independente de gostar, ou não, o território virtual é uma realidade. Pois faz parte, cada vez mais, da vida cotidiana das pessoas. Mas tudo que postamos vai refletir na nossa imagem. Por isso é de suma importância seguir uma etiqueta virtual.

No território on-line, assim como, no território real é necessário praticar boas maneiras, no ambiente on-line chama-se "Netiqueta", ou seja, é um conjunto de regras não oficiais com o objetivo de evitar mal-entendidos na comunicação on-line. Como é nossa realidade, devemos usufruir da agilidade e praticidade das redes. Podemos nos expressar livremente, mas sem nos esquecer que estamos lidando com seres humanos, que merecem todo o respeito. Afinal, tudo o que postamos nas redes sociais (nossas opiniões e críticas) fica acessível para o mundo.

A partir das redes virtuais, as companhias podem saber se uma pessoa é encrenqueira, pessimista demais, ou séria. Por esse motivo a cautela é primordial, pois tudo o que foi postado se volta contra nós. E o que é publicado na sua timeline é entendido como coisas que você gosta ou indica.

Apesar de ser muito bom estar on-line, não se esqueça que ficar off-line também é fundamental. Assim poderá ter um tempo para encontrar os amigos e curtir o território real, a vida real.

Blog de Fábio Souza
FONTE: Revista: Ler & Saber - O poder das Redes Sociais (Adaptado)

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Brasil tem uma política fraca de atendimento a refugiados

Trinta anos após a assinatura da Declaração de Cartagena sobre Refugiados, maior restrição migratória nos países ricos transformou as nações emergentes em novos destinos dessa população

Em 2014, a Declaração de Cartagena sobre Refugiados, assinada na cidade de Cartagena das Índias, na Colômbia, completa 30 anos. O documento de solidariedade e de cooperação internacional em situações de deslocamentos forçados de populações na América Latina ampliou a definição do conceito de refugiado, que havia sido estabelecido pela Convenção da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Refugiados em 1951. A data deve ser lembrada como uma oportunidade para a reflexão dos desafios do tema e para a implantação de novas políticas de atendimento a essa população. [...]